Repositório Institucional UNIPÊ Trabalho de Conclusão de Curso Medicina (Bacharelado)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.cruzeirodosul.edu.br/jspui/handle/123456789/1391
Tipo: Artigo
Título: Impacto orçamentário da medicalização da esclerose múltipla no estado Paraíba
Autor(es): Leitão, Marina Brasileiro Cesar
Primeiro Orientador: Oliveira, Bianca Etelvina Santos
Resumo: Introdução: Esclerose múltipla (EM) é uma doença neurológica degenerativa desmielinizante e crônica que traz déficits cognitivos, físicos e emocionais. Dentro do cenário do Estado da Paraíba, no ano de 2020, são 355 pacientes acompanhados pelo Centro de Referência Esclerose Múltipla da Paraíba (CREMPB). O tratamento dessa doença deve ser iniciado o mais precocemente possível, visando reduzir a inflamação do Sistema Nervoso Central. O tratamento da EM no Brasil segue dois protocolos, primeiramente o do Ministério da Saúde, Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas Esclerose e outro elaborado pelos especialistas do Comitê Brasileiro de Tratamento e Pesquisa em Esclerose Múltipla e do Departamento Cientifico de Neuroimunologia da Academia Brasileira de Neurologia. No Brasil, os estudos sobre aspecto orçamentário da doença ainda são escassos, ainda mais se tratando da região nordestina. Objetivo: Este estudo tem como objetivo calcular o impacto orçamentário dos medicamentos ofertados aos pacientes no Estado da Paraíba dão ao Sistema Público Universal. Além disso, estratificar as categorias, verificar qual medicamento mais utilizado entre os medicamentos prescritos e constatar qual fenótipo mais comum da EM. Metodologia: Trata-se de um estudo de campo do tipo documental exploratório descritivo de abordagem quantitativa. Em referência a temporalidade, o estudo é definido como retrospectivo e transversal. Este projeto será realizado no CREMPB que faz parte da Fundação Centro Integrado de Apoio à Pessoa com Deficiência (FUNAD). O período de estudo ocorreu no primeiro semestre de 2020, entre os meses de janeiro a abril deste ano. A população (N) é constituída por 294 prontuários de pacientes do Estado da Paraíba portadores de EM atendidos no CREM-PB. Resultado e discussão: Os resultados do estudo tiveram como, idade média de 42,27 anos (±13,53), análise do perfil da amostra segundo o sexo demonstrou predominância de indivíduos do sexo feminino (72,4%), o nível de escolaridade mostrou maior representatividade pacientes com ensino superior completo com 58,2% da população da amostra, seguido por ensino médio completo com 13,3% e depois ensino superior incompleto com 11,6%. Enquanto ao quadro clínico identificou-se 65,6% dos pacientes com a forma leve, 18,7% moderado e 9,5% severa e a análise dos fenótipos a sua grande maioria é representado pelo EM remitente recorrente (EMRR) com 193 casos (66,3%), em segundo EM secundariamente progressiva (EMSP) 62 casos (21,1%), terceiro síndrome clinicaisolada com 18 casos (6,1%) e EM primariamente progressiva (EMPP) por último com 5 casos (1,7%). Por fim, as despesas com aquisição de medicamentos na Paraíba são em média R$ 5.487.725,18 em 2020, sendo o principal representado pelo Interferon beta 1a 44 mg (22,4%), seguido por natalizumabe (19,2%) e fumarato de dimetila (11,5%). Ainda dentro dessa perspectiva, o Estado é responsável diretamente por 37,3% (R$ 2.046,921,49) dessa despesa total dos medicamentos. Conclusão: O presente estudo tem falhas, pois há outros custos que devem entrar no impacto, como, consulta ambulatorial, exames laboratoriais e de imagem, tratamento de pacientes em estado de surto e de suas comorbidades, outro ponto é a necessidade de um estudo a longo prazo.
Abstract: Introduction: Multiple sclerosis (MS) is a demyelinating and chronic degenerative neurological disease that brings cognitive, physical and emotional deficits. In this year, there are 355 patients in the state of Paraiba followed in the reference center of the State of Paraíba, in the year 2020, there are 355 patients followed by the Reference Center for Multiple Sclerosis of Paraíba (CREMPB). The treatment of this disease must be started as early as possible, in order to reduce inflammation of the Central Nervous System and disease progression. The treatment of MS in Brazil follows two protocols, First, the clinical Protocol and Therapeutic Guideline from Ministry of Health and second one from Brazilian Committee for Treatment and Research in Multiple Sclerosis and the Department of neuroimmunology from the Brazilian Academy of Neurology. In Brazil, studies on economic burden of MS are still scarce, especially in the northeastern region. Objective: This study aims to o analyze the economic burden of Brazilian Health Public System regarding the medicines prescribed for MS patients in the state of Paraiba; stratify the patient and MS categories and identify the most drug used to treat MS in the state. Methodology: This is a descriptive exploratory documentary field study with a quantitative approach. In reference to temporality, the study is defined as retrospective and cross-sectional. This project will be carried out at CREMPB, which is part of the Integrated Center for the Support of Persons with Disabilities Foundation (FUNAD). The study period took place in the first half of 2020, between the months of January to April this year. The population (N) consists of 294 medical records of patients from the State of Paraíba with MS treated at CREM-PB. Result and discussion: The results of the study had, mean age of 42.27 years (± 13.53), analysis of the sample profile according to sex showed a predominance of female individuals (72.4%), the level of schooling showed a higher representation of patients with complete higher education with 58.2% of the sample population, followed by complete high school with 13.3% and then incomplete higher education with 11.6%. While the clinical picture identified 65.6% of patients with mild, 18.7% moderate and 9.5% severe and the analysis of phenotypes the vast majority is represented by the relapsing remitting MS (RRMS) with 193 cases (66.3%), second secondly progressive MS (SPMS) 62 cases (21.1%), third isolated clinical syndrome with 18 cases (6.1%) and primarily progressive MS (PPMS) last with 5 cases (1.7%). Finally, expenses with the purchase of medicines in Paraíba are on average R $ 5,487,725.18, the main onebeing Interferon beta 1a 44 mg (22.4%), followed by natalizumab (19.2%) and fumarate of dimethyl (11.5%). Still within this perspective, the State is directly responsible for 37.3% (R $ 2,046,921.49) of this total expenditure on medicines. Conclusion: The present study is flawed, as there are other costs that must be included in the impact, such as outpatient consultation, laboratory and imaging exams, treatment of outbreak patients and their comorbidities, another point is the need for a study to be carried out long term.
Palavras-chave: Esclerose múltipla
Medicamentos
Custos da saúde
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Centro Universitário de João Pessoa
Sigla da Instituição: UNIPÊ
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.cruzeirodosul.edu.br/handle/123456789/1391
Data do documento: 15-Jul-2020
Aparece nas coleções:Medicina (Bacharelado)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Marina Brasileiro Cesar Leitao_TCC.pdf796.34 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.