Repositório Institucional POSITIVO Universidade Positivo Tese Programa de Pós-Graduação em Gestão Ambiental
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.cruzeirodosul.edu.br/jspui/handle/123456789/2525
Tipo: Tese
Título: Agricultura familiar no limite de uma estação ecológica: conflitos e cooperação na construção da sustentabilidade
Autor(es): Werneck, Laert Guerra
Primeiro Orientador: Cunha, Sieglinde Kindl da
Resumo: A promoção da sustentabilidade integral está prevista na Lei do Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza – SNUC –, mas sem ferramentas para monitorar a sua evolução, a gestão no entorno Unidades carece de informações para o seu planejamento. Essa Lei determina “a participação efetiva das populações locais na criação, implantação e gestão de Unidades de Conservação”. Isso não ocorreu no caso da Estação Ecológica Estadual do Guaxindiba – EEEG, RJ, que teve o seu Conselho Consultivo instalado após a criação e divulgação do plano de manejo da Estação. A investigação das percepções e opiniões dos atores – stakeholders – representados no Conselho dessa Estação possibilita a identificação dos pontos de conflitos e a seleção de indicadores para a promoção da sustentabilidade. Entre esses atores, os agricultores familiares são fundamentais por representarem a maioria residente e terem maior ligação com o meio rural. Uma pesquisa experimental, qualitativa, com entrevistas, questionários semiestruturados e observações de campo, busca propor indicadores da sustentabilidade da agricultura familiar para o seu monitoramento. Utilizando um roteiro proposto na metodologia MESMIS com adaptações dos indicadores sugeridos pelo IBGE, esse trabalho identificou pontos críticos para a sustentabilidade para compor um sistema com 18 indicadores e seus subindicadores/variáveis totalizando, um índice numérico que, aplicado a uma escala qualitativa, pode resultar em oito níveis de sustentabilidade integral da agricultura familiar. Esse sistema foi adaptado para uso em smartphones em um aplicativo de livre acesso com possibilidade de adaptação de algumas variáveis a outros contextos.
Abstract: The integral sustainability promotion is prescribed in the law of the National System of conservation units of nature (SNUC) – but without tools to monitor its evolution, the managing around Units lacks information for its planning. This law determines “the effective participation of local populations in the creation, implementation and management of protected areas”. That happened in the case of the State ecological station of GuaxindibaEEEG, RJ, who had its Advisory Council installed after the creation and dissemination of management plan of the station. The investigation of the perceptions and opinions of actors – stakeholders – represented in the Council of this station allows the identification of points of conflict and the selection of indicators for the promotion of sustainability. Among these actors, the farmers are fundamental because they represent most people residing in the unit and have greater connection with the rural surroundings. A experimental research, qualitative, semi-structured interviews, questionnaires and field observations, seeks to propose indicators of sustainability of family agriculture for its monitoring. Using a proposed roadmap on MESMIS methodology with adaptations of the indicators suggested by the IBGE, this work has identified critical points for sustainability to compose a system with 18 indicators and its sub-indicators/variables totaling, a numeric index, applied to a qualitative scale, can result in eight levels of integral sustainability of family agriculture. This system was adapted for use in smartphones in a free application access with possibility of adjustment of some variables to other contexts. In terms of the difficulties raised, hydric resources management, the marketing and the misuse of pesticides can be faced with the incentive for the adoption of ecological production models.
Palavras-chave: Indicadores de sustentabilidade da agricultura familiar
Políticas públicas ambientais
Gestão da sustentabilidade em zonas de amortecimento
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS
CNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA SANITARIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Positivo
Sigla da Instituição: UP
Departamento: Pós-Graduação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Gestão Ambiental
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.cruzeirodosul.edu.br/handle/123456789/2525
Data do documento: 2017
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Gestão Ambiental

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Laert.pdfTese347.93 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.