Repositório Institucional UNIPÊ Trabalho de Conclusão de Curso Direito (Bacharelado)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.cruzeirodosul.edu.br/jspui/handle/123456789/3859
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorCarvalho, Micheline Maria Machado de-
dc.creatorCosta, Yvis Medeiros da-
dc.date.accessioned2022-06-03T16:59:45Z-
dc.date.available2022-06-02-
dc.date.available2022-06-03T16:59:45Z-
dc.date.issued2021-11-17-
dc.identifier.citationCARVALHO,M. M. M.;COSTA,Y. M. da. Cartilha violência e direitos fundamentais: é um direito delas...João Pessoa: UNIPÊ, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.cruzeirodosul.edu.br/handle/123456789/3859-
dc.description.abstractHello, this booklet is for you who believe in the importance of human rights, and how are essential for citizen education. Know about fundamental rights and protection mechanisms are indispensable elements for an inclusive education, which leads to the understanding of living in a society of rights with cultural and social diversity. This booklet was produced by the Fundamental Rights Extension Project and Child Labor (PRODFTIN), from the Law course at the University Center of João Pessoa – UNIPÊ, which aims to develop, together with the community of João Pessoa-PB, awareness raising, debate and clarification of rights fundamental aspects of childhood and youth, in particular on child labor and the rights of the young worker. Due to the pandemic, which started in March 2020, PRODFTIN could no longer act face-to-face in schools, thus producing booklets with themes on human rights fundamental for public and private schools. There were five booklets with topics on: education, work, health, environment and violence. The booklets were organized and produced by teachers and students linked to the PRODFTIN, during the period of the second half of 2020 and the first half of 2021. The idea is to pass on information, in simple language, about fundamental rights face of the COVID-19 pandemic, to promote knowledge and empowerment of community, about what their rights and duties are in this difficult time. The pandemic has provoked great changes in the life of the population, generating uncertainties about the future, with thousands of deaths of people contaminated by the new coronavirus, periods of closing and opening of schools and businesses, rising unemployment and violence household, as well as psychological problems.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherCentro Universitário de João Pessoapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectViolênciapt_BR
dc.subjectCriançapt_BR
dc.subjectDireitos fundamentaispt_BR
dc.titleCartilha violência e direitos fundamentais: é um direito delas...pt_BR
dc.typeCartilhapt_BR
dc.description.resumoOlá, essa cartilha é para você que acredita na importância dos direitos humanos, e de como são essenciais para a formação cidadã. Conhecer sobre os direitos fundamentais e os mecanismos de proteção são elementos indispensáveis para uma educação inclusiva, que nos leva a compreensão de viver numa sociedade de direitos com diversidade cultural e social. A presente cartilha foi realizada pelo Projeto de Extensão Direitos Fundamentais e Trabalho Infantil (PRODFTIN), do curso de Direito do Centro Universitário de João Pessoa – UNIPÊ, que tem o objetivo de desenvolver, junto à comunidade do município de João Pessoa-PB, ações de consciencialização, debate e esclarecimento dos direitos fundamentais da infância e juventude, em especial sobre o trabalho infantil e os direitos do trabalhador jovem. Em virtude da pandemia, iniciada em março de 2020, o PRODFTIN não pôde mais atuar presencialmente nas escolas, assim produziu cartilhas com temáticas sobre os direitos fundamentais voltadas para as escolas públicas e privadas. Foram cinco cartilhas com temas sobre: educação, trabalho, saúde, meio ambiente e violência. As cartilhas foram organizadas e produzidas por professores e estudantes ligados ao PRODFTIN, durante o período do segundo semestre de 2020 e o primeiro semestre de 2021. A ideia é repassar informações, com linguagem simples, sobre os direitos fundamentais diante da pandemia da COVID-19, para promover conhecimento e empoderamento da comunidade, sobre quais são seus direitos e deveres nesse período difícil. A pandemia tem provocado grandes mudanças na vida da população, gerando incertezas quanto ao futuro, com milhares de mortes de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus, períodos de fechamento e abertura de escolas e comércio, aumento do desemprego e da violência doméstica, além de problemas psicológicos. O tema abordado nessa cartilha é sobre a violência, especificamente sobre a violência contra a criança e o adolescente, como ela surge nas relações, sua prevenção e consequências, os tipos de violência, incluindo a violência sexual, o bullying, o cyberbulling. Algumas questões relacionadas à violência durante a pandemia foram exploradas. Também, tratamos de um tema recorrente nas redes sociais, a pornografia de vingança. Por fim, foi apresentado como identificar a violência, quais os direitos fundamentais que devem ser protegidos, considerando a hipervulnerabilidade da criança e do adolescente, como denunciar e onde procurar ajuda. A proposta não tem a pretensão de esgotar o assunto, uma vez que a temática violência é ampla e complexa, buscamos apresentar um pouco da legislação, dos órgãos responsáveis e as ações importantes para a defesa dos direitos fundamentais da criança e do adolescente vítimas de violência. Esperamos que você aproveite as informações e seja mais um multiplicador de conhecimento, repassando as dicas valiosas sobre os direitos fundamentais para sua família e comunidade!pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUNIPÊpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::DIREITOpt_BR
Aparece nas coleções:Direito (Bacharelado)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Cartilha vilolencia.pdf18.45 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.